[layerslider id="1"]

Vivi Parreiras e uma Página Da Sua História

Categoria: Moda Tags:

Vivi – Eu já fui professora muitos anos, sou docente em história e trabalhava com crianças indígenas, eu e meu esposo – ele também é professor – nosso projeto era lá no Amazonas e trabalhávamos com as mães dessas crianças também, oferecíamos oficinas no contra turno da escola, pois eram crianças que viviam em situações de risco, eram envolvidas em prostituição e drogas.

Meu marido tinha uma escolinha de futebol e eu trabalhava com aulas de reforço, ensinava a fazer brinquedos recicláveis, e tudo o que a gente podia estávamos ensinando.

 

As mães faziam artesanato e como eu sempre gostei de moda, eu vi que elas faziam uns trançados muito bonitos de uma palha de lá, chamada de tucum, então eu desenhava algumas peças artesanais para elas fazerem e isso começou a dar certo, o pessoal começou a gostar, quando eu vinha para o sudeste /sul, geralmente eu trazia para vender pra elas, até tenho um maxi-colar que eu desenhei e elas fizeram para mim, e assim eu trabalhei durante cinco anos, também fazia consultoria uma espécie de consultoria, ensinando elas a se arrumarem melhor, por causa da autoestima , que era muito baixa, e pra valorizar a gente fazia essas coisas.

Aí eu vim pra Guarapuava, então decidi que iria começar a trabalhar com moda, e eu sempre fui ligada com sustentabilidade, aí comecei a fazer um brechó chique porque não tinha aqui na cidade, comecei a comprar roupas muito boas e foi um sucesso e comecei a aplicar consultoria de imagem com as minhas próprias clientes e elas falaram “porque você não trabalha com isso” e foi assim que começou oficialmente minha carreira como personal stylist e consultora de imagem.

 

Produção: Jane Regina
Fotografia: Samuel Linhares

48 pessoas amaram.

Uma resposta para “Vivi Parreiras e uma Página Da Sua História”

  1. Jose Roberto da Cruz disse:

    Parabéns pelo seu trabalho , eu e sua mãe estamos muito orgulhosos de você . Que Deus continue te abençoando , e que você prospere cada vez mais .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *