[layerslider id="1"]

Otília Pinheiro – Vida e Fé!

Categoria: Cuide-se!, Outubro Rosa Tags:

Estamos no Outubro Rosa, nesse mês promovemos uma ação social em prol da ACPAC – Associação Casa de Passagem e Apoio a Pessoa com Câncer – onde parte da renda será doada para a instituição. E convidamos algumas mulheres guerreiras, para ter um dia diferente em suas vidas e contar um pouco da sua trajetória na luta contra o câncer.

 

Hoje a nossa convidada é a Otília Pinheiro, ela conta que estava tudo bem com sua saúde, fazia caminhadas, exercícios, e se alimentava bem, porém um dia sentiu que havia alguma coisa doendo embaixo da sua axila, e começou a apalpar, então sentiu um pequeno nódulo, como se fosse do tamanho do caroço de uma azeitona, após isso Otília procurou ajuda médica, então foi feita punção mamária para avaliar se era um câncer benigno ou maligno, foi constatado que era benigno, e a orientação foi fazer outro exame após seis meses, nesse tempo ele se adiantou e uma amiga a aconselhou a procurar novamente um médico, pois aquilo poderia se complicar, logo no outro dia ela estava fazendo uma nova biopsia, e após todo o processo de triagem ela foi encaminhada para as quimioterapias, o tratamento ocorreu no ano de 2007, sua imunidade caiu, até pra tirar sangue ela não tinha forças.

Após passar pelas sessões de quimioterapia, foram prescritas mais 31 sessões de radioterapia em Curitiba, ela ficou na cidade durante 2 meses, indo e voltando para Guarapuava, lá ela recebeu ajuda da casa de apoio e seu marido cuidava dos filhos enquanto Otília estava na capital, lá ela frequentava as missas do padre Reginaldo Manzotti todos os dias e isso à fazia bem, pois estar perto de Deus é algo inexplicável, diz Otília.

 

Ela diz que por mais difícil que possa ser o diagnostico inicial, sempre tem uma chance para a vida, para as pessoas se ajudarem e terem um pensamento de superação, durante o tratamento Otília viu muitas pessoas descreditadas que deixam de lutar e não se importam mais com os cuidados do tratamento, é claro que as pessoas se desesperam, mas o correto é lutar sempre pela vida.

Otília continua dizendo que foi um processo sofrido, mas foi nesse tempo que ela percebeu a importância da valorização da vida e de sentir-se forte, ela sabia que só conseguiu vencer tudo isso com a força de Deus, após o tratamento, nada mais voltou e sua vida segue normal.

Precisamos ter a conscientização e apoiar a causa, pois quando o problema é descoberto com antecedência as chances de cura aumentam!

 

 

Produção: Marina Brignoni

Maquiagem e Cabelo: Silvana Hair

Fotografia: Samuel Linhares

12 pessoas amaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *